Texto
Texto, uma editora do grupo LeYa leYa

Apresentação oral de um trabalho

Na apresentação oral de um trabalho há aspetos essenciais a ter em conta:

  • Definição dos objetivos essenciais da apresentação. (Através de algumas ideias essenciais.)
  • Conhecimento dos destinatários da apresentação. (Captar a atenção da assistência.)
  • Adaptar e enquadrar os objetivos da apresentação aos interesses dos ouvintes.
  • Apresentação dos argumentos para defesa da tese que se pretende apresentar (Convencer o auditório com factos e argumentos lógicos.)
  • Revisão e síntese do que foi apresentado. (Sintetizar o que foi apresentado ao auditório; verificar se a mensagem foi apreendida.)
  • Espaço para questões e discussão por parte da assistência.

A apresentação deve ser treinada (antes, claro), junto de alguns amigos, por exemplo, podendo mesmo ser gravada (áudio ou vídeo). Depois de te veres/ouvires observarás pormenores que podes corrigir facilmente e melhorar a tua prestação.

Técnicas a utilizar:

  • Colocar o auditório à vontade com uma piada ou anedota interessante e que se adequa ao momento. Pode optar-se também por captar a sua atenção com uma pequena dramatização ou comentário a um acontecimento…
  • Manter o contacto visual com o público.
  • Modelar o tom de voz de modo a tornar o discurso mais vivo e interessante.
  • Deixar as mãos livres para que os gestos apareçam naturalmente.
  • Dirigir questões ao público de modo a implicá-lo no que está a ser apresentado.
  • Concluir a apresentação, fazendo a síntese das ideias, aspetos ou argumentos principais.
  • Reservar algum tempo para responder a questões do público, incentivando-o a dar feedback sobre:
- o conteúdo;
- as conclusões;
- a apresentação.

Material de Apoio

- Retroprojetor.
- Cassete de vídeo, CDROM, DVD.
- Diapositivos.
- Computador (para apresentações em Powerpoint, por exemplo).
- Cartazes.
- Outros…

Alguns pontos que não podem ser esquecidos para que a apresentação corra mesmo bem

  • Procura chegar cedo ao local da tua apresentação de modo a teres tempo para verificar se o material que vais utilizar está operacional. Se houver algum problema terás tempo para trocar o material ou arranjar uma alternativa sem ter toda a gente "à porta".

  • Não te esqueças que o que vais apresentar tem que ser visto, ouvido e entendido por todos.

  • Se optares por utilizar texto em suporte visual (acetato, diapositivo, Powerpoint…), procura ser preciso(a) e conciso(a) para não cansar e desmotivar o auditório. (Imagina que és tu que estás na assistência - sabes muito bem o que te deixaria aborrecido(a), não é?)

  • Não distribuas uma síntese da tua apresentação antes da sua realização (o auditório terá a tendência para centrar a sua atenção no documento e não no teu discurso - ou seja, a maior parte das pessoas não vão ouvir o que dizes porque estarão "coladas" aos papéis que distribuiste).
Este conteúdo foi gentilmente cedido pelo Centro de Competência Nónio da Malha Atlântica.